30 de ago de 2015

Jovem reúne R$ 600 mil para criar kit com molas para ensinar arquitetura

Paraense arrecadou R$ 600 mil em financiamento coletivo para criar kits. Mais de 1.500 pessoas apoiaram ideia; entrega dos kits começa neste mês.
Em uma caixa pequena e leve, um conjunto de esferas, molas, fios, triângulos e placas de aço, plástico e ímãs pretende dar outra perspectiva ao ensino de arquitetura e engenharia civil.
O Projeto Mola, desenvolvido por Márcio Sequeira de Oliveira, arquiteto, pesquisador e agora empresário paraense, permite que os alunos aprendam o conteúdo de estruturas físicas com mais apoio do que as contas no papel. As peças versáteis, que simulam efeitos como o vento e a gravidade em diversos tipos de construção, começam a ser entregues aos mais de 1.500 apoiadores do projeto neste mês.
A ideia, lançada em uma plataforma de financiamento coletivo, bateu o recorde nacional em 2014 e arrecadou R$ 600 mil em 45 dias, mais de dez vezes a meta inicial.
Oliveira diz que atualmente há uma deficiência no ensino de estruturas tanto no Brasil como em outros países. "O ensino de estruturas praticado nas escolas de engenharia e arquitetura prioriza quase que exclusivamente a teoria apresentada através de números (cálculos), e isso torna o assunto muito abstrato. É unanimidade entre estudantes, professores e profissionais da área a carência por métodos mais eficientes que auxiliem no entendimento aprofundamento do assunto", explicou.
Segundo ele, apesar dessa deficiência, o conhecimento das estruturas é "absolutamente necessário para todo engenheiro e arquiteto, especialmente na fase de concepção de projeto".
Compartilhar:
Proxima  → Inicio

0 Comente aqui!:

Postar um comentário