18 de set de 2013

Atribuições do arquiteto | Fórum da Construção

É preciso que se entenda que a contratação desse profissional é uma necessidade real, não é supérfluo! O projeto desenvolvido não apenas valorizará o ambiente ou a edificação em si, mas irá racionalizar o espaço, direcionando para o menor custo. Um projeto bem resolvido traz, além do bem estar e conforto, o retorno financeiro imediato, situação comprovada em edifícios comerciais e institucionais. 

É necessário enfatizar que a maior atribuição do profissional de arquitetura não consiste apenas na elaboração do projeto de interiores, nem tampouco de apenas solucionar no final da obra uma fachada que, esteticamente, não agradou o proprietário. 

O papel do arquiteto vem muito antes de tudo isso! Na verdade, esse profissional é responsável por toda a formação das idéias iniciais: desde a planta-baixa e fachada (o projeto arquitetônico em si), definição dos espaços externos (projeto de paisagismo) até, finalmente os internos (projeto de arquitetura de interiores). 

Na construção civil, o arquiteto não somente “complementa”, mas participa do planejamento direto: com a criação do projeto arquitetônico e a fiscalização da obra, em conjunto com o engenheiro, para certificar-se que está sendo executada conforme o planejado. 

Caso seja solicitado, o arquiteto poderá também fazer a administração da obra: cabendo a ele traçar o cronograma de execução, fazer orçamentos de materiais, pagamentos, contratação e organização da mão de obra especializada. É o primeiro profissional a ser procurado pelo cliente e deve acompanhá-lo até o final da obra. 

Na sociedade atual, o papel do arquiteto é o de “transformador”. O produto final de suas idéias torna-se um elemento cultural capaz de influenciar comportamentos, conceitos e até mesmo outras formas de manifestações artísticas. 

A principal função do profissional, ao conceber o projeto arquitetônico, é modificar a realidade dos espaços, edificados ou não. A arquitetura, portanto, é uma das manifestações mais representativas e simbólicas das atividades humanas em uma sociedade, é a expressão – de maneira bela, emocional ou racional – do modo como um povo pensa, age, sente e cria o seu mundo. 




Fonte:www.adrianalima.arq.br
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 Comente aqui!:

Postar um comentário