9 de jun de 2007

7 de jun de 2007

Brutalismo


A "corrente brutalista" muitas vezes é deixada de lado pelos estudantes quando se pesquisa sobre arquitetura, por se achar que se trata de uma corrente bastante conceitual e que pouco se tem a contribuir ao projeto.

No entanto as grandes obras que temos aqui no Brasil, na sua essência existe um pouco dessa linha arquitetônica. Um exemplo claro disso é o MASP que segue um pouco esse conceito brutalista. Lina, Paulo Mendes da Rocha (1)(2), João Batista Vilanova Artigas são exemplo de arquitetos que seguiram essa linguagem.

Seu conceito principal é a verdade estrutural nas edificações não escondendo os seus elementos estruturais, as vigas e pilares aparentes formam a sua beleza e condicionam a arquitetura.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio